Seguidores e seguidoras

jueves, 30 de junio de 2016

Primeiros Gaiteirinhos forestais (Lestes viridis) em Forcadas

   A Primavera chega lentamente nas terras da estrema Norte corunhesa e tantos dias de céus cobertos nom som precissamente de ajuda se queremos observar insectos. Porém hoje puidem avistar os meus primeiros Gaiteirinhos forestais da tempada no encoro das Forcadas (Valdovinho)

 Gaiteirinho forestal (Lestes viridis), fémea

  Este zigóptero semelha ser umha das espécies mais abondosas no pantano, onde aparesce sobretodo próximo aos Salgueiros e Aveleiras da ribeira Sul.
   Polo de agora tenho anotado tamém duas doncelinhas do género Ischnura, sendo a Doncelinha litoral (Ischnura elegans) a mais freqüente. Ou polo menos é a que adoito fotografar quasse sempre.

 Doncelinha litoral (Ischnura elegans) com díptero capturado

  De Verao a barragem de Forcadas é o meu particular "local patch", por serem um espaço natural relativamente tranquilo, se nom quadra um dia com muitos pescadores. Em qualquer caso é um prazer caminhar polas pistas da contorna ou internar-se com botas altas para desfrutar da soidade e calma das suas augas.

 Vegetaçom palustre na cola de Vilaboa

   Esta manhá tivem a sorte de atopar umha família de Galinhas de rio (Gallinula chloropus):


    Empregando como único hide a vegetaçom da riveira e a minha roupa de cores naturais puiden ser testemunha das andainas de cinco simpáticos pitinhos, aos que nom perdia de vista úm dos adultos.


 Galinha de rio (Gallinula chloropus), adulto com pitos

  No lugar de "As Cortinhas", outra das minhas paradas habituais, fotografava umha Galinhola solitária. Aginha tivo a companha dum Mergulhom pequeno, que semelhava querer amosar-lhe a sua captura à curiosa Galinhola (ampliando a imagem originária nom souvem se é um pequeno Caranguexo vermelho ou quiçá um tritom).

Galiñola negra (Fulica atra) e Mergulhom pequeno (Tachybaptus ruficollis)


   Arestora o nível de água mantém-se moi alto. Em quanto baixe um pouco e comece o mes de Julho As Forcadas entrará no período máis atractivo para o naturalista afeiçoado, coa presença dalgumhas espécies de aves migratórias e umha morea de Libélulas. Aló estaremos.

5 comentarios:

  1. Boas,

    penso que pintafontes. A especie xa é moito pedir..

    Apertas,

    Cesar

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Nom penses... Na foto original dei-lhe a ampliar e nom está nada claro. O que semelha a "cola" do tritom bem pode ser umha erva do fondo. Em Forcadas papam muitos Procambarus que nas fotos às vezes aparentam cousas moi raras. De ser pitafontes sería provávelmente helveticus (polas datas) ou marmoratus larvário. Boscai nom está presente no encoro (que eu saiba).
      Apertas César.

      Eliminar
  2. Boas Xabi,

    A min sen ampliar tiña pinta de Procambarus, ao ampliar semella ter patiñas.

    Cesar

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Acabo de subir un detalhe da imagem sem recurte. Olho coa "cola", que penso que é unha erva das que medram nesa zona do pantano. E esas "duas patas" que se ven na ponta do bico igual é a cola do Caranguexo esmagada polo méio... A ver se a final é umha rá, hahaha..
      Agora no Verao hei voltar por aló de cotío. Tentaréi averiguar algo máis coa SX60 ("El ojo que todo lo ve")

      Eliminar
  3. Eu vou apostar 10 euros en Bet360.. ;)

    ResponderEliminar